GIRLS IN LOVE


UFA!

Depois da indignação com o caso do Renan, minha mãe doente e falta de organização e atenção para outros problemas, minha vida começou a andar. Recomeçou sábado passado quando tive uma conversa tão séria com a Sam, na qual resolvemos um montão de coisas mal-entendidas. Foi ótimo! Agora estamos "girlsinlove" novamente.

No último sábado, dia 5, começou minha terapia. Chorei bastante, mas me senti ótima. Sai bem mais leve de lá, isso porque não falei nem a metade do que eu deveria falar, por falta de tempo. Bem, sabado que vem, estarei lá. Estive em casa por pouco tempo esse finde. E havia um tempão que eu não ficava na casa da Sam direto. Foi bom demais... estava com saudades da minha vida de "quase casada".

Domingo assistimos "A Noiva Cadáver". Muito bom, muito lindo, muito fofo. As animações são perfeitas, seguidas da interpretação dos atores, direção do Tim Burton e ótima trilha sonora. Agora, no próximo domingo, dia 13, é aniversário da Sam. Vamos discotecar na A Loca (Rua Frei Caneca, 916) às 21h30. Apareçam e dancem HORRORES, porque o nosso set list o permitirá a fazê-lo.

Falei com o Loffredo via msn e ele sonhou que eu tinha ido até o RJ pedir para que ele fosse o pai do meu filho - hehehehehe. Bem, que ele é fofo, bonitão e muito legal, é... mas quem disse que eu estou pensando em ter filhos agora? Foi engraçado.

A Pô e o Fá casam no próximo dia 16. Milhões de felicidades para os dois lááááááá longe.

É isso... passei aqui mais para não caracterizar "novo abandono".

SAM, TE AMO MUITÃO!

Beijocas,

Rô.



 Escrito por Bebeta às 14h14
[   ] [ envie esta mensagem ]




Semana encardida

Outra semaninha encardida foi embora. Mas há a promessa de melhorar. Mamãe ainda está no hospital, nem muito boa, nem muito ruim...  Mas pelo menos, tá lá, sob cuidados médicos. Ou não, sendo que hoje é o dia do funcionário público e nem os médicos trabalham. Batuta, né? Como diria minha excelentíssima namorada: "Que beleza de País!".

De qualquer forma acho que irei me distrair no fim de semana. Parece que vamos a um filme da Mostra... tem discotecagem do Felippe hoje, no Killer Cat e aniversário da Jó na Trash amanhã. E devo ir ao hospital somente amanhã à tarde.

Porém, como nem tudo são flores, devo trabalhar um pouco também. E quero namorar bastante. Estou cansada de ficar pensando nos problemas. Sei que talvez não adiante nada "anular" essa parte. Mas deve me distrair um pouco.

Bem, é isso.

Beijos,

Rô.



 Escrito por Bebeta às 19h06
[   ] [ envie esta mensagem ]




Quase tudo igual. Só que diferente...

As últimas semanas não foram boas suficiente para que eu escrevesse coisas aqui. Vide o último post. Porém, vamos lá, já que não adianta enrolar, porque as coisas acontecem assim mesmo. Minha mãe tá internada. Agora, tá um pouco melhor. Mas esteve bem ruinzinha... O bom dela ficar no hospital é que lá eles a fazem comer, cuidam dela na hora do desespero. Tive uma crise de choro na segunda e fui tentar me acalmar com a Sam na facul. De lá, fui para o hospital e descobri que as coisas estavam um pouco melhores com a dona Marina.

Fora isso estamos na casa nova. Está bem batuta, mas ainda sem móveis. Mas está legal mesmo assim. Depois de uns dois fins de semana, dormi na casa da Sam. Estava com muitas saudades, mas com a história da mudança e dos probleminhas com a mama, impediram um contato maior.

Bem, preciso me apressar aqui, para sair daqui a pouquinho e ir para o hospital. Por enquanto, uma imagem boa:

Joss Stone...

Ela é linda demais!!! E não estou falando só da voz - hehehehe

Beijos,

Rô.

 



 Escrito por Bebeta às 17h17
[   ] [ envie esta mensagem ]




Estou indignada...

Queria voltar aqui, escrever sobre um monte de coisas que estão atrasadas, mas ficará para depois. Minha vida está infernal. Minha mãe continua doente, o trabalho continua árduo, estou sem ver a Sam há dias... mas hoje tive a gota d'água emocional. Renan, um menino fofo que iria completar 17 anos amanhã, dia 20, foi assassinado ontem à noite COM 12 TIROS À QUEIMA ROUPA quando ia para a escola. O motivo? Dizem que Renan estava namorando uma menina há cerca de um ano. E começou a ser ameaçado por outro menino - o ex-namorado.

Renan trabalhava aqui na editora. Era filho de uma das moças que também trabalha aqui. Ele estudava direitinho e era um ótimo boy. Atencioso, cuidadoso... trabalhava duro e ganhava pouco para ajudar a mãe. Estavam há pouco tempo morando na mesma casa. Antes, Renan morava com o pai. Sua mãe estava muito feliz em tê-lo por perto.

Pena que, graças a um moleque desgraçado, irresponsável, cretino e que, ao certo, nem sabe ainda o que é o amor, essa felicidade acabou.

Esse infeliz, provavelmente, queria provar que era mais forte que ele. Se for comprovado que foi tão ridículo assim, esse filho da puta deveria ser julgado e condenado a pena de morte. Se não for comprovado o envolvimento do tal menino, o desgraçado deveria ser julgado e condenado a pena de morte. Simplesmente por matar um inocente com 12 tiros. Do nada!

Bem, estou besta. Vou ao velório agora à noite com o povo do serviço.

Rô.



 Escrito por Bebeta às 19h53
[   ] [ envie esta mensagem ]




Momento deprê

Via Láctea - Legião Urbana

Quando tudo está perdido
Sempre existe um caminho
Quando tudo está perdido
Sempre existe uma luz
Mas não me diga isso

Hoje a tristeza não é passageira
Hoje fiquei com febre a tarde inteira
E quando chegar a noite
Cada estrela parecerá uma lágrima

Queria ser como os outros
E rir das desgraças da vida
Ou fingir estar sempre bem
Ver a leveza das coisas com humor

Mais não me diga isso!
É só hoje e isso passa...
Só me deixe aqui quieto
Isso passa.

Amanhã é outro dia
Não é?

Eu nem sei por quê me sinto assim
Vem de repente um anjo triste perto de mim
E essa febre que não passa
E meu sorriso sem graça
Não me dê atenção
Mas obrigado por pensar em mim.

Quando tudo está perdido
Sempre existe uma luz
Quando tudo está perdido
Sempre existe um caminho
Quando tudo está perdido
Eu me sinto tão sozinho
Quando tudo está perdido
Não quero mais ser quem eu sou.

Mais não me diga isso!
Não me dê atenção!
E obrigado por pensar em mim...

Rô.



 Escrito por Bebeta às 13h09
[   ] [ envie esta mensagem ]




Dias melhores... ou não

Oa dias melhoraram um pouco. As coisas no apartamento novo estão andando, estou me entendendo com a Sam, minha mãe tá melhor... só o trabalho que não dá uma trégua. Tivemos evento da editora e fiquei mais uma semana sem aparecer no cursinho. Agora temos uma nova pessoa na redação. Ela vai cobrir o buraco deixado pela Elis. E já está aqui, se f*dendo no evento. Bem, faz parte. De resto, tudo indo. Preciso de férias, de aumento (não de serviço) e de bastante carinho.

No momento só posso ter o terceiro se encontrar com a minha namorada. Estou com muitas saudades dela. Acho que nesses quase três anos de relacionamento, nunca passamos por tantos dias sem quase que contato nenhum. Quanto a férias e aumento, não vão rolar. Eu sei. Pelo menos por enquanto. O evento da editora foi um sucesso. Nossa! De arrepiar.

Bem, é isso.

Beijos a todos.

Rô.



 Escrito por Bebeta às 19h03
[   ] [ envie esta mensagem ]




Dias difíceis

Pois é. Como falamos na redação "a vida não está fácil para ninguém". A diferença é que sempre usamos a frase feita como brincadeira. Se bem que falam que toda brincadeira tem um fundo de verdade. É chega de chavões, não é?

Os dias não estão muito fáceis mesmo. Minha mãe doente, desentendimentos com a Sam, muito trabalho, fechamento atrasado, quase não fui ao cursinho, a saída da Elis... e, para ajudar, na próxima semana tem evento da editora. Meus miolos estão queimando. E devo passar o fim de semana trabalhando, de novo.

Pensei em tomar um porre. Mas para quê? Para passar mal. Logo, desisti.

Ah, chega de reclamar. Preciso agir. E rapidamente. Não quero perder o controle. E NÃO VOU!

É isso.

Rô.



 Escrito por Bebeta às 18h35
[   ] [ envie esta mensagem ]




...

Hoje foi um dia triste. Não somente por eu ter trabalhado a noite toda. E estar AINDA na editora. Minha mãe estava passando mal. Fiquei desesperada. Os sintomas eram os mesmos de quando ela teve o ataque cardíaco. Falta de ar, dores pelo corpo e no braço, falta de disposição. Ela estava assim desde ontem à tarde e não falou nada. E, sempre que ela topa ir para o hospital, a coisa está feia.

Parei de trabalhar, liguei para o meu irmão e fomos ao Pronto-socorro de Santana. Fiquei menos preocupada quando saiu o diagnóstico de pneumonia. Não tinha nada de errado com o coração desta vez. Saí do PS e vim para a editora terminar o meu trabalhinho pesado.

No fim do dia, outra surpresa: a Elis vai embora. Arrumou um emprego melhor (sério?!). E eu faço votos que ela seja muito feliz e se dê superbem. Amanhã será seu último dia. Bem que isso poderia dar uma luz a algumas pessoas e fazer com que elas percebam o quanto ganhamos mal. Afinal, a Elis é a terceira que sai nas mesmas condições: vai ganhar o dobro. Primeiro foi a Juca, que nos trocou pela Folha. Depois foi o Rickyy que foi ser assessor de imprensa. E agora, vai a minha amiga. Fico chateada pelo mesmo motivo de sempre: meu egoísmo.

Gosto de ter os meus amigos sempre por perto. Mas ela ficará aqui perto, ainda. E se eu passar na faculdade, estudarei em frente ao seu novo serviço. Por falar em passar na faculdade, faz alguns dias que o cursinho não me vê. Não tenho conseguido conciliar o meu tempo. Quem sabe um dia eu aprenderei?

É isso.

Rô.



 Escrito por Bebeta às 20h29
[   ] [ envie esta mensagem ]






Muito tempo sem atualizar dá nisso. Os assuntos ficam perdidos e as pessoas somem do contato. Mais uma vez, tentarei não deixar passar muita coisa, além de contar os fatos de trás para frente. Fomos à A Loka ontem. E como está estranho o lugar... diferente... esquisito, eu diria; nem bom, nem ruim. No sábado fomos pro Real com a galera da faculdade. Mas antes a Sam ganhou duas novas tatoos. Ficaram lindas de morrer e me deram mais coragem ainda para fazer as minhas. Aliás, ela me deu uma idéia supimpa para uma delas. Nada como ter a visão "artística" do negócio.

Na quinta iamos à A Lôka. O que aconteceu? O povo da facul da Sam furou e fomos para casa. Teve feriado no meio da semana. Acho que todas as semanas deveriam ter um dia de folga e poderia ser toda quarta. Assim, não ficaria tão desigual: três dias de folga para quatro trabalhados. De qualquer forma, nem sei porque escrevi isso, sendo que trabalharei no fim de semana inteiro e isso não é novidade.
 
Fui jantar com a Sam na quarta do feriado e foi batuta paca's. Bem, fazer tudo com ela é sempre batuta. E isso não é novidade. O fim de semana retrasado também foi bem legal. Fomos assistir a uma peça micada no Itaú Cultural. Mas o mais legal foi o depois.

Saímos para jantar com uma galerinha da facul e com o professor Álvaro. Foi muito bacana. Durante a semana anterior tive muito trabalho e as aulas do cursinho que não me dão mais paz. Mesmo que eu tenha faltado um pouco. Ora para resolver coisas do apartamento, ora para trabalhar, como hoje. Mas estou levando.

O filho da Simone, minha prima querida que mora em Trieste, na Itália, nasceu na última sexta, dia 9. Pena que eu não nado em dinheiro. Já pensou que batuta seria poder pegar um aviãozinho e visitar o baby? Um dia, quem sabe eu não consiga fazer isso.

Com a Sam, tudo as mil maravilhas. Fazia um tempo que estava tudo bem, mas não tão bem assim, tão carinhoso, tão fogoso, tão relacionamento+perfeito+entre+duas+pessoas. Tá demais!!!

Bem, acho que é isso. Nem vou escrever que não vou deixar o blog tão abandonado assim...

Beijos,

Rô.



 Escrito por Bebeta às 18h52
[   ] [ envie esta mensagem ]




Batutão!!!

Assim foi o fim de semana que passamos em Campos. Primeiramente, porque o frio não deu trégua. Bem, apareceu um solzinho durante o dia e só. O resto do tempo foi com a temperatura muito baixa. Desta vez não pudemos juntar as camas, como fizemos na outra viagem para Campos, porque a Vó Mana estava, inicialmente, em nosso quarto.

Mas não é que, ela muito ladina tratou de descolar um quarto só para ela e nos deixou à vontade? Bem, muito chocolate e sono. Como a Sam disse aí embaixo, muito sono. O quarto era um conjugado, um pouco maior do que o apartamento que eu vou morar.

O cursinho começou. E não é que eu acho que aprendi a fazer equação do segundo grau? hehehehe. Parece idiota esse comentário, mas não é. Todos os anos que eu repeti na escola (foram dois), foi por causa da maldita matemática. Sabe quando uma coisa não entra em sua cabeça? Pois é. Minha vida com números sempre foi assim. ECA!

De resto, tudo muito legal. Só conheci quatro professores até agora. Da galera toda umas cinco meninas. E isso não faz parte da minha porção lésbica. Mas os muleques daquela sala não conversam com ninguém. Vamos ver esta semana. Afinal, foram duas aulas.

Desde quarta (exceto por ontem, domingão), estou dormindo na casa da Sam. É mais fácil sair do cursinho e encontrá-la na Faap. O fato é que, com isso, estamos mais "casadas" do que nunca. É bom, é bom. Vale a experiência para o dia que realmente formos morar em "nossa casa". 

Na redação: a Elis começou e já pegou o jeito do site. O Rickyy saiu . Fiquei triste com a falta que ele fará. Sou egoísta mesmo. Quando a Juca saiu também fiquei assim. Mas vai para um lugar bem melhor, inclusive com o dobro do salário. Muita, muita, muita, muita... sorte pra ele. Ele merece. É um ótimo profissional .  Sem contar que, experiências anteriores, mostram que ele não abandona os amigos de velhos lugares nos quais trabalhou. Ontem, nem fui ao cursinho. Teve despedida para ele aqui.

Trabalhei horrores nos últimos dias. Não é novidade. CHEGA! E com a saída do Rickyy tendem a piorar. Até a Elis entrou na dança. Normal pelo "Padrão" da editora. (com um trocadilho infame).

Hoje tem Real  com a galera da Sam. Batuta!!! A Pô mandou postais e respondeu meu e-mail. Saudades!!! Vou responder depois.

Beijocas a todos.

Rô.



 Escrito por Bebeta às 18h25
[   ] [ envie esta mensagem ]






Olha... Nem título, viu?

Vergonha de tudo de prometer atualizar e, pra variar, deixar tudo nas mãos da Rô...

Vamos começar pelos fatos mais recentes...

Facul: amando demais! Segundo semestre ainda, eu sei, mas muuuuuuuuuuuito bom!

Viagem para Campos... Dormi, dormi, dormi, frio de 4 grau... Dormi!!!!

Rolou uma entrevista para uma produtora. Vamos ver...

 Que mais?

Conversa bizarraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa pelo msn! Demais! A Rô vai entender. E só quem tava lá.

Amanhã tem mais Real e provolones à milanesa. EBAAAAAAAAA!

E um post rápido e rasteiro pra dar um OIÊ! Afinal, a dona Roberta vai começar cursinho... Vamos ter que revezar de verdade aqui.

 

Beijos, beijos, beijos, beijos!



 Escrito por Uma das duas às 23h46
[   ] [ envie esta mensagem ]




OBSERVAÇÃO

Tirei o nome da fabricante do celular da Sam do post anterior. Sei lá... medo de criar confusão com a ação.

Beijos,

Rô.



 Escrito por Bebeta às 19h10
[   ] [ envie esta mensagem ]




Nosssssssaaaaaaaaaaaaa!

Muitos dias sem nem pensar em passar aqui, não é? E olha que, apesar de eu ter trabalhado horrores, tinha que ter arrumado um tempinho. Mas vamos lá! Desta vez, contarei as coisas de trás para frente. Ou pelo menos, farei uma tentativa, visto que algumas delas terão uma "idéia futura".

Ontem começaram as aulas da Sam. As minhas somente no próximo dia 10. Ah, vamos viajar no próximo fim de semana. Batuta! Pelo menos, eu espero. A minha terapia foi adiada para a próxima quinta, dia 4. Acho que desta vez dará certo. Estou ansiosa. E nem sei se vou resolver parte das minhas neuras. Mas dizem que faz bem, não é?

Uma grande amiga minha, Elis Marchioni, começou a trabalhar comigo hoje. Fiquei muito feliz. A Elis é uma pessoa singular. Gosta dos índios, cozinha maravilhosamente bem... passou por poucas e boas ao longo de sua vida, mas está aí! Linda!!! Fofa!!! Foda... enfim, tá podendo, eu diria. Fora que agora tem um maridão fofo... mas que não fala muito. Mas é doce demais, assim como ela. Enfim, está com as coisas se resolvendo na vida.

Domingão teve pizzada na casa da Sam para alguns amigos da faculdade. Foi legal a beça. Demos boas risadas (eu, mesmo sem entender quem eram metade das pessoas comentadas e tal...). Tivemos um fim de semana agradável. Foi muito divertido. A Sam surtou novamente e mudou os móveis do quarto. Ficou muito bom. Aconchegante, que só. No sábadão, fui com a minha irmã ver apartamentos. Achamos um show de bola. Vamos esperar pacientemente para ver o que vai dar.

Sexta à noite fomos assistir ao maravilhoso Sin City. Quem não se coçou ainda, que se mexa. É muito bom, muito bom, muito bom. O filme ficou fodão.

A semana passada inteirinha eu dormi em casa. Cheguei a ouvir de diversas pessoas a pergunta: "vocês brigaram?" ou então, como as pessoas que sabem, mas fingem que não, como a minha mãe, por exemplo: "você vai dormir aqui em casa a semana toda?". Esclareço: não brigamos por nada. Só que eu tinha milhões de coisas para fazer e era a última semana de férias da Sam. Preferi deixá-la dormir e também ficar um pouco sozinha, sendo que a minha rotina foi trabalhar até no mínimo duas da manhã por madrugada. Um dos dias trabalhei até às 5h30. Foi horrível. Estava o maior zumbi da face da Terra.

Saiu a revista com a minha primeira matéria gigante. Fiquei feliz com o resultado e também com os comentários da minha querida sogra. Bem, o trabalho, como já havia escrito antes, só tende a piorar.

O celular da Sam morreu. Morreu de vez mesmo. E o pior? O fofo, muito bonitinho, funcional e tudo mais, só tinha uma semana. Agora só resta colocar a boca no trombone e correr atrás de um aparelho novo. Tentei falar com o povo da fabricante hoje e não deu em nada. De qualquer forma, vou enviar a reclamação da minha bebezinha. E publicar na revista.

Ah, conversei com a Ivy ao telefone. Seu "filhinho" passou na Fatec e está todo serelepe. Também está livre do exército. Além disso, fez cursos para manutenção em informática. Portanto, se alguém souber de uma vaguinha para trabalho, o moço de 18 aninhos está precisando. Não custa ajudar um pouco. Afinal, o primeiro emprego está mais difícil do que nunca.

Saudades da Pô, do Fábio e de outras pessoas que estão longe.

Bem, é isso.

Beijos enormes a todos,

Rô.



 Escrito por Bebeta às 12h41
[   ] [ envie esta mensagem ]




Feliz da vida...

Fiquei feliz da vida hoje . Dormi até mais tarde (pudera, saí da editora ontem quase 01 h da madruga) e, logo ao chegar, recebi a notícia que o publisher elogiou muito as matérias que a Christye, a Tati e eu fizemos. Ele gostou de tudo: das três partes (só a minha tinha mais de 27 mil toques). Falou que "foi a melhor matéria sobre responsabilidade social de empresas que já leu em 10 anos de Consumidor Moderno". Agora, lembram daquele papo de auto-estima do post anterior? Acho que foi um sinal - hehehehe. Estou espantada, mas feliz. Agora só faltam as outras cinco matérias para a Farmais Mulher e uma para a B2B Magazine.

Para ajudar vou encontrar minha pequenina. Afinal, mais do que dois dias sem vê-la é covardia.

Beijos,

Rô.



 Escrito por Bebeta às 19h29
[   ] [ envie esta mensagem ]




Semana difícil

Putz, como as coisas foram enroladas nesses últimos dias. Muito trabalho. Surreal. Apesar disso fiz uma matéria enorme que foi elogiada. Humpt... atualmente, prefereria minha parte em dinheiro, mesmo que isso sirva para melhorar minha auto-estima. E por falar em melhorar a auto-estima marquei a terapia. Minha primeira consulta será no próximo dia 27. Acho que se não fizer bem, mal não tem como. Ou tem? Sei lá...

A semana foi tão atípica que eu até briguei com a Sam. Ou melhor, nós brigamos. Foi na sexta, via SMS. Mas quando estávamos uma pertinho da outra tudo foi resolvido, como sempre. Não vou relatar o porque da briga. Mas tem a ver, em partes, com a minha auto-estima.

Na sexta foi aniversário do Felippe. Aproveitamos para conhecer a Dust. Bacana o lugar. Era onde estava o Massivo antes. Mudou bastante. Nada de coisas muito coloridas, gaiolas. Porém o povo GLBTS permanece cercado por uma horda indie. Mas me lembrou um pouco o Grind. Não sei como é o esquema do DJ. Se é um fulano convidado; se só fica um cara... O fato é que me interessei em tocar no lugar. Ah, me lembrei também dos tempos do começo do DJ Club. Enfim, a casa é legal e promete, na minha opinião.

Sábado fui até a minha casa visitar a família. Mas o inusitado foi o domingo: fui ao shopping com as minhas sobrinhas, mamãe e a Lub's. Comemos no McDonald's, brincamos no PlayLand e ainda comprei o presente da Aninha. Depois do passeio fui para a casa da Sam e trabalhei bastante. Ontem voltei para minha casinha e dormi por lá.

Ainda estou na redação e pelo jeito ficarei aqui com a galera até altas. Fechamento da Consumidor Moderno. E o pior é que a história deve se repetir até o final da semana, quando fecharemos a B2B Magazine.

Bem, dei um tempinho para relaxar. Mas vou voltar a realidade.

Beijos,

Rô.

P.S.: Sam, achei nossa briga importante. Serviu para direcionar e fortalecer ainda mais nosso relacionamento, ganhar mais experiência e repensar os erros. E ainda para que eu encha a boca ao dizer: TE AMO DEMAIS!



 Escrito por Bebeta às 21h00
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]




 
Histórico
  30/10/2005 a 05/11/2005
  23/10/2005 a 29/10/2005
  16/10/2005 a 22/10/2005
  25/09/2005 a 01/10/2005
  18/09/2005 a 24/09/2005
  11/09/2005 a 17/09/2005
  14/08/2005 a 20/08/2005
  07/08/2005 a 13/08/2005
  31/07/2005 a 06/08/2005
  10/07/2005 a 16/07/2005
  03/07/2005 a 09/07/2005
  19/06/2005 a 25/06/2005
  12/06/2005 a 18/06/2005
  05/06/2005 a 11/06/2005
  15/05/2005 a 21/05/2005
  08/05/2005 a 14/05/2005
  24/04/2005 a 30/04/2005
  17/04/2005 a 23/04/2005
  10/04/2005 a 16/04/2005
  27/03/2005 a 02/04/2005
  20/03/2005 a 26/03/2005
  13/03/2005 a 19/03/2005
  06/03/2005 a 12/03/2005
  27/02/2005 a 05/03/2005
  20/02/2005 a 26/02/2005
  06/02/2005 a 12/02/2005
  30/01/2005 a 05/02/2005
  16/01/2005 a 22/01/2005
  02/01/2005 a 08/01/2005
  12/12/2004 a 18/12/2004
  21/11/2004 a 27/11/2004
  14/11/2004 a 20/11/2004
  07/11/2004 a 13/11/2004
  31/10/2004 a 06/11/2004
  24/10/2004 a 30/10/2004


Outros sites
  FOTOLOG (01)
  BETA
  ELIS
  GEMAS
  GUI
  KUAT
  LALAI
  LÊ (irmão da Sam!!!)
  LIA
  MARJORIE
  SÉRGIO
  TATI
  TUTTI (S.O.S. Butches)
  ZUBA
  UOL
  UOL SITES
Votação
  Dê uma nota para meu blog



O que é isto?